Chegou o dia da prova! E agora?

Confira a seguir algumas dicas para encarar esse momento decisivo com mais serenidade e foco.

Na véspera da prova

O cérebro é sua grande arma, portanto, nada de força-lo nas 24 horas anteriores ao exame. Dar uma olhadinha na matéria, OK. Mas nada além disso. É preciso que você guarde toda a sua concentração para a prova.

Gosta de fazer exercícios? É claro que atividade física é sempre bom, mas no dia anterior À prova, tente não ficar extremamente cansado. Prefira algo leve, como uma caminhada.

E namorar? Quem não gosta, não é mesmo? Mas nada pior do que a famosa “DR” antes de uma prova. Evite situações de conflitos amorosos ou familiares que possam abalar seu emocional.

E cuidado com o que come. E não só isso: esteja alerta a ONDE come: evite qualquer local desconhecido para se prevenir contra intoxicações alimentares.

E uma dica importantíssima, que nem todo mundo segue: visite o local da prova na véspera. Como você vai? Carro? Carona? Transporte público? Pense no melhor trajeto e faça um cálculo (com folga) do tempo que será gasto no deslocamento.

No dia da prova

Acorde cedo. Bem cedo. É bom ter uma margem de segurança em relação ao tempo, ou seja, imaginar que pode acontecer algum imprevisto e você pode se atrasar. Pense naquelas reportagens televisivas sobre o ENEM, com os portões sendo fechados na cara do candidato.

Confira se está portando documento oficial com fotografia, além de caneta, lápis e borracha. E para comer? Alguns candidatos exageram no lanche, mas o ideal é água e algo leve, como um fruta, por exemplo. Um analgésico leve também pode ser uma boa ideia.

O que vestir? Algo confortável, sem nada que aperte nem incomode, com um agasalho para o caso de esfriar.

Se puder escolher um lugar estratégico para sentar, melhor para você. Evite locais onde bata sol e de preferência fique longe da entrada da sala, pois a movimentação de candidatos indo ao banheiro poderá distraí-lo.

Não gaste tempo com questões que não sabe responder

Isso mesmo: foque primeiro naquelas que você sabe, e no final da prova, se sobrar tempo, tente resolver as mais difíceis.

Cuidado com o excesso de revisão. Se marcou uma resposta com certeza, duvidar de si mesmo pode leva-lo a apagar uma resposta certa, por puro nervosismo.

Tempo, tempo, tempo! É contra ele que você está lutando. Lembre-se de reservar cerca de 30 minutos só para marcar o cartão reposta.

Pensa que acabou? Não! O que fazer depois da prova?

Analise o resultado sem cobrar de mais de si mesmo. É melhor usar os erros como aprendizado: descubra as causas deles para poder melhorar.

Não pare de estudar. Faça sempre provas dos anos anteriores.

Caso tenha ficado muito nervoso na hora da prova, pense nos fatores que podem ter desencadeado isso: você dormiu bem na véspera da prova? Comeu alimentos leves? Evitou situações de stress ou conflito?

Repetindo: NÃO pare de estudar. Só os perseverantes vencem. Pense na vida que você quer ter, foque nisso e siga em frente!

*LEIA A SEGUIR: Estudar de dia ou de noite? O que é melhor? 

Ou acesse outras dicas e artigos clicando aqui