JOGO DOS 7 ERROS PARA CONCURSEIROS

concurseiros-estudando

Jovens Estudando

Você já jogou o famoso “jogo dos 7 erros”? Que tal brincar agora de encontrar sua falhas? Vale a pena. Você ficará muito mais preparado para passar no concurso dos seus sonhos. Confira.

1) Estudar sem estratégia

Errou feio! Organizar seu tempo e o material de estudo é fundamental. Você sempre tem que saber por onde começar, onde focar e não só o que a banca pede, mas como ela pede. Isso, aliás, nos leva ao erro número 2…

2) Desconhecer o estilo da banca

Vale a pena estudar com provas anteriores da banca de seu concurso desejado. Isso porque existe consistência entre elas, um jeito de cobrar questões, pegadinhas similares e um foco que favorece determinadas matérias.

Não pense que isso é perda de tempo. Você vai reparar, depois de analisar com cuidado, que saber o que o espera é muito mais vantajoso do que encarar o desconhecido.

Estude agora mesmo com Provas e Gabaritos.

3) Dispersar o foco

Sim, é possível estudar para vários concursos ao mesmo tempo. Nós falamos sobre isso aqui.

Atirar para todos os lados só funciona se os alvos tiverem semelhanças. Misturar tribunais, carreiras policiais e áreas fiscais, por exemplo, não dá certo. As diferenças são imensas e você teria que ser três pra dar conta.

O ideal é focar. Afinal, sua capacidade é imensa, mas há limites. Até para ela.

4) Estudar excessivamente

Sim, caro concurseira ou concurseiro. Estudar em excesso pode acabar sendo prejudicial, em vez de ajudar. Roma não foi feita num dia, já ouviu esse ditado? Você precisa encarar o concurso como um projeto de médio a longo prazo, intenso, com carga de estudos pesada, mas não exagerada.

Não vale a pena ignorar os sinais de cansaço do próprio corpo. É por isso que especialistas recomendam uma pausa de cerca de 15 minutos a cada hora de estudos.

Dormir pouco à noite? Esqueça. Respeitar o próprio organismo é fundamental para um estudo de qualidade.

5) Estudar com anotações de outros concurseiros (ou com material inadequado)

Todo mundo anota uma coisa ao outra no rodapé ou ao lado da matéria enquanto estuda, não é mesmo? O problema é que nem sempre faz anotações certas. Por isso não vale a pena pegar material de terceiros. Você pode seguir uma indicação errada e depois ainda ficar com raiva da sua amiga ou amigo.

Quanto ao material, qualidade tem tudo a ver com atualidade. Procure o material mais recente e mais novo para não ter surpresas na hora da prova.

6) Estudar na véspera

Você passou meses e meses se preparando. Ainda assim, a ansiedade e o perfeccionismo o levam a querer repassar a matéria antes da prova.

“É uma cilada!”, caro concurseiro. Não entre nessa. A única coisa produtiva que você pode fazer na véspera da prova é esquecer que tem prova. Quem estudou, estudou. Se você fez sua parte, relaxe!

7) Ignorar o edital

Pois é. Deixamos até por último este item. Porque não dá mesmo pra acreditar que existam concurseiros que possam cometer um erro desses. Assim como olhar um mapa antes de ir conhecer um território é importante, é no edital que você vai se orientar para saber onde está pisando na hora de prova.

Isso evita que você, por exemplo, estude matérias que NÃO constam daquele edital. Inacreditável? Acredite, esse erro existe. Não seja essa pessoa! E bom estudos.